CBN - A rádio que toca notícia

OPINIÃO

ISABELLA: MAIS UMA VÍTIMA DA ATROCIDADE!‏

15/04/08, 09:07

Trata-se de mais um caso macabro que se junta a tantos outros, em que a sociedade precisa ter aparelhamento dos órgãos institucionais para que os responsáveis sejam punidos à medida que a lei brasileira permite. Isso, por que, qualquer que seja a pena, não faz justiça a tamanho descalabro.

Tudo vira meio um show. Imprensa escreve, televisão faz diagnóstico e apresenta diversas versões. O rádio faz o mesmo. Falta à imprensa apenas a busca de manifestação de parlamentares, os verdadeiros responsáveis pela mudança das leis.

Quase todos os brasileiros já presenciaram ou têm conhecimento de casos de violência em família. Pais e mães espancam filhos às vezes até na rua, na presença de todos. Essa omissão precisa de um basta. Quando os vizinhos querem interferir para evitar excessos, nem a polícia, nem a justiça dá respaldo suficiente para que os envolvidos sintam-se seguros. E essas tragédias vão se sucedendo, sem entrar no mérito se o procedimento de investigação está correto e se foi o casal matou mesmo Isabella.

Tradicionalmente o Brasil costuma ser o último país em resolver problemas graves, as medidas para diminuir os índices de violência maior do que qualquer guerra vai demorar. Algumas medidas serão impostas pela sociedade, ainda que tardias. Uma será a necessidade de extinguir a progressão de pena para todos os crimes. Acabar com os benefícios de saídas temporárias. Quem julgar as penas muito drásticas precisa optar por não cometer crime. Simplesmente não tirar os bens dos outros, não caluniar, não agredir. Ou faz e paga por tudo isso, de forma decisiva sem atenuantes, sem benefícios.

No caso específico da Isabella, essa menina foi trucidada por algum monstro, tendo ou não vínculo familiar. Caso tenham sido o pai e a madrasta, são cínicos, porque além da monstruosidade do crime, ainda escrevam uma carta declarando intenso amor. E, mesmo que tenha sido o casal, e busque apenas meios escusos de enganar a Justiça, recai sobre eles a certeza de que mentem para o mundo, mas não para si mesmos.

Cabe ao capenga Congresso Nacional aprovar leis capazes de punir de forma tão rigorosa que o pretenso assassino saiba que pode matar alguém, mas a sua pena será próxima de quem morreu, vez que nada é pior do que a morte. Enquanto o  matador sabe o curto tempo que resta a sua vítima, essa, faz planos inocentes para toda uma vida. O mínimo para quem tira a vida de alguém seria a prisão perpétua. E os defensores de penas brandas, que não seja ao custo da vida dos outros.

por Pedro Cardoso da Costa – Interlagos/SP / Bel. Direito

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
23/07/18, 13:15 | ECONOMIA - gás de cozinha e combustíveis aumentaram três vezes mais que a inflação
23/07/18, 13:04 | PRODUÇÃO - Nordex vai dobrar capacidade de fábrica de torres para energia eólica no Piauí
23/07/18, 10:40 | ECONOMIA - Após semana com preço estável, Petrobras volta a baixar gasolina
23/07/18, 10:36 | ECONOMIA - Especialistas contestam propostas de CPI dos Cartões de Crédito
23/07/18, 09:59 | BENEFÍCIO - Novo período para saque do abono salarial 2016 começa dia 26 de julho
22/07/18, 21:51 | POLÍTICA - Bolsonaro: “Quero agradecer ao Alckmin por reunir a nata do que há de pior do Brasil ao seu lado”
22/07/18, 21:40 | BRASILEIRÃO - Em jogo com polêmicas, Cruzeiro vira sobre Atlético-PR
22/07/18, 21:34 | ELEIÇÕES - Janaina Paschoal critica seguidores de Bolsonaro em convenção
22/07/18, 21:26 | ACIDENTE - Mulher morre e outros cinco ficam feridos durante colisão entre dois carros na entrada da Lagoa do Portinho
22/07/18, 21:12 | POLÊMICA - Para PF, Moro errou ao interceder em decisão sobre soltar Lula
22/07/18, 15:08 | LEGISLAÇÃO - Poder Executivo é autor de um terço das leis aprovadas nos últimos 10 anos
22/07/18, 15:04 | PREVIDÊNCIA - Confira para quanto pode ir a aposentadoria em 2019
22/07/18, 13:35 | DECISÃO - Justiça determina regularização do abastecimento da farmácia do HUT
22/07/18, 13:17 | POLÍTICA - Senadores gastaram R$ 10,6 milhões com atividades do cargo
22/07/18, 13:04 | DECISÃO - Bens de um cônjuge não respondem por obrigação de ato ilícito do outro
22/07/18, 12:37 | OPINIÃO - Caso do ex-presidente Lula é uma tragédia típica brasileira
22/07/18, 11:45 | PRINCÍPIO DA LAICIDADE - Lei que exige Bíblia em espaços públicos de leitura é inconstitucional, decide TJ-AM
22/07/18, 11:40 | ÁUDIOS REVELADORES - Poder Legislativo peruano destitui cúpula do Judiciário do país
22/07/18, 11:28 | ARTIGO - Venda da Embraer: o agente oculto
21/07/18, 21:45 | ESPORTE - Fla bate o Botafogo e continua firme na liderança do Brasileirão
21/07/18, 21:28 | CORRUPÇÃO - Juiz eleitoral devolve o caso do tucano Beto Richa a Sergio Moro
21/07/18, 20:57 | ECONOMIA - Empresários aguardam Refis do Supersimples para não fechar portas
21/07/18, 20:46 | VIOLÊNCIA - Número de tiroteios aumenta no Rio após intervenção federal
21/07/18, 20:27 | POLÍTICA - Tem “propina até no STF”, diz jingle distribuído por Jair Bolsonaro
21/07/18, 15:24 | ELEIÇÕES - Segurança e economia são os temas mais debatidos por brasileiros no Facebook
21/07/18, 15:16 | DESTAQUES - Prêmio Congresso em Foco já acumula mais de 300 mil votos
21/07/18, 15:06 | POLÍTICA - Congresso terá número recorde de candidatos à reeleição
21/07/18, 14:22 | ELEIÇÕES - Deputados vão denunciar Bolsonaro por crime de incitação à violência
21/07/18, 14:16 | POLÍTICA - Veja os candidatos à Presidência já anunciados e datas das convenções
21/07/18, 13:53 | MUNDO - Nove dos 17 mortos em naufrágio nos EUA eram da mesma família
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site