CBN - A rádio que toca notícia

REAÇÃO

'Reforma' trabalhista será alvo de disputa nas ruas e nos tribunais

Para representantes de trabalhadores e especialistas em direito, em debate no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, país já provou que é possível criar empregos sem reduzir direitos

13/11/17, 21:53

A

nova legislação trabalhistas sancionada pelo governo Temer, que entrou em vigor no último sábado (11), não está consolidada, e será alvo de disputa jurídica, nos tribunais do trabalho e instâncias superiores, e política, nas ruas, nas fábricas e nas eleições do ano que vem. Essas foram as impressões compartilhadas por especialistas do direito, sindicalistas e políticos, em debate promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, realizado nesta segunda-feira (13), em São Bernardo do Campo. 

As mudanças na legislação, segundo os debatedores, foram feitas sem que os trabalhadores fossem consultados, e atendem, portanto, somente aos interesses da classe patronal, que pretende enfraquecer os sindicatos durante as negociações e criar obstáculos para o acesso à Justiça do Trabalho. O debate sobre o dia seguinte à reforma trabalhista também foi acompanhado de perto pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que defende a realização de um referendo revogatório sobre essa e outras medidas do governo Temer. 

Ao contrário do discurso oficial do governo, que alega que as novas regras estimularão a criação de novas vagas de emprego, os participantes foram unânimes em dizer que o que, de fato, vai aumentar com a reforma trabalhista é a precarização das relações do trabalho e a queda dos rendimentos gerais dos salários. 

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, o efeito geral é que, se essa nova legislação não for revogada, todos os trabalhadores com o atual modelo de contratação serão demitidos, e recontratados de maneira precarizada, na forma de terceirizado, autônomo ou intermitente. 

Ele também criticou o dispositivo que consta da nova lei que considera que as negociações coletivas terão prevalência sobre a legislação, até mesmo quando retirarem direitos. Segundo Freitas, negociação sem a presença do sindicato, como legítimo representante dos trabalhadores, não pode ser considerada com uma negociação coletiva. "Não há negociação coletiva sem um sindicato forte", ressaltou. 

Vagner defendeu a união de sindicatos em macro-setores, que reúna todo um determinado seguimento de trabalhadores, para, assim, terem maior poder de negociação e menores custos de manutenção de estruturas de assistência jurídica, por exemplo. 

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/11/17, 09:35 | OPINIÃO - Leia o artigo de Deusval Lacerda: Destroço do governo no Brasil,
19/11/17, 20:23 | OPERAÇÃO - Eletrobras fará cortes de energia de 9 mil inadimplentes na Zona Norte de Teresina
19/11/17, 16:22 | HISTÓRIA - Pelé celebra 48 anos do seu milésimo gol: ‘Mais do que um número’
19/11/17, 16:16 | POLÍTICA - Senador elogia Lava Jato e lança pré-candidatura à Presidência
19/11/17, 16:09 | ACIDENTE - Criança perde o dedo após acidente em escada rolante em Teresina
19/11/17, 14:40 | EMPREGO - Redação do concurso do Corpo de Bombeiros-PI tem como tema ‘preservação dos valores humanos’
19/11/17, 14:35 | ARTIGO - Direito à Saúde – a busca incessante da judicialização
19/11/17, 14:27 | VATICANO - Papa Francisco oferece almoço a milhares de excluídos na Jornada Mundial dos Pobres
19/11/17, 14:05 | INCLUSÃO - Só políticas de saúde, educação e cidadania promovem justiça ante o racismo
19/11/17, 13:57 | INCIDENTE - Marinha do Brasil e FAB auxiliam em buscas por submarino argentino
19/11/17, 13:38 | LOTERIA - Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 50 milhões
19/11/17, 13:07 | NOVA LEI - Total de ações trabalhistas cai mais de 90% após reforma
18/11/17, 22:27 | CONGRESSO - Governo libera quase R$ 600 milhões para emendas parlamentares
18/11/17, 22:24 | PROPINA - MP entra com ação para anular sessão que libertou Picciani, Melo e Albertassi
18/11/17, 22:16 | INVESTIGAÇÕES - Diretor-geral da PF revela data para fim da operação Lava Jato
18/11/17, 22:11 | CELEBRIDADE - Lívia Andrade curte passeio de barco e exibe corpão
18/11/17, 19:51 | INFRAESTRUTURA - Iniciado asfaltamento da Rodovia MA 110 entre São Bernardo e Luzilândia para impulsionar economia e turismo
18/11/17, 19:39 | VATICANO - Papa nomeia arcebispo de Brasília como relator geral do Sínodo de 2018
18/11/17, 19:33 | CASO DE ÓDIO - Por dizer que votaria em Lula, mulher é agredida por apoiador de Bolsonaro
18/11/17, 19:24 | POLÍTICA - Tucanos não garantem apoio incondicional à reforma da Previdência
18/11/17, 19:19 | ESPORTE - PSG goleia Nantes com dois gols de Cavani; Neymar passou em branco
18/11/17, 19:12 | DISCURSO - 'Povo não tem que pagar Imposto de Renda sobre salário', diz Lula
18/11/17, 18:53 | ARTIGO - A “Vitória de Pirro” com as inovações no processo eleitoral
18/11/17, 15:19 | ENCONTRO - Após dois anos da marcha, mulheres negras continuam mobilizadas contra racismo
18/11/17, 14:56 | POLÍTICA - Lula diz que, se eleito, vai consultar população sobre reformas
18/11/17, 14:48 | DELAÇÃO - Ex-assessor destruiu provas por ordem de Geddel e Lúcio Vieira Lima
18/11/17, 11:52 | PUNIÇÕES - TSE calcula R$ 90,6 milhões de arrecadação com multas em 2017
18/11/17, 11:48 | POLÍTICA - Caciques do PSDB resistem a Geraldo Alckmin presidente da sigla
18/11/17, 11:45 | IMPROBIDADE - Renan Calheiros é condenado na 1ª instância a perder mandato
18/11/17, 11:19 | EVENTO - ‘Minha maior paixão’, diz fisioterapeuta durante o encontro de fuscas em Teresina
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site