CBN - A rádio que toca notícia

OPINIÃO

TEMA CORRUPÇÃO: Como será tratado, se todos tem "rabo preso"?

15/08/07, 17:10

Para que oposição?

O colunismo e os analistas políticos reclamam da falta de empenho da oposição ao Governo Lula, baseados mais no dever ser da política do que as suas realidades.

O que é e para que existe a oposição política?

Oposição política é do grupo ou partido que está fora do poder e quer conquistá-lo.

Dentro do regime democrático essa conquista se faz por eleição e para isso é preciso conquistar a preferência do eleitorado.

Para alcançar esse objetivo, fustiga a situação, dificulta a sua atuação, critica-a para que o eleitorado a veja como incompetente, corrupta, ineficiente, etc. e queira mudar, elegendo a oposição.

Numa perspectiva estratégica e pragmática a oposição ao Governo Lula está numa situação aparentemente confortável, pois Lula e o PT não tem candidatos fortes para a sucessão presidencial, para os governos dos principais Estados brasileiros e também para as principais capitais, com exceção de Belo Horizonte.

O PT poderá crescer muito em número de prefeitos e vereadores em 2008, mas não em volume total de votos, esse um indicador importante para as eleições de 2010 de Governadores e de Presidente da República.

As disputas ocorrem dentro da oposição, com excesso de candidatos: para a Presidência de República, o PSDB tem dois candidatos fortes: José Serra e Aécio Neves. Estão esperando que o poder caia no colo de um deles. Lula joga com essa rivalidade para tentar trazer Aécio para as suas hostes. Mineiro que é, jogará até o último momento, com esse trunfo para ser o candidato do PSDB.

Em São Paulo, maior colégio eleitoral a disputa será entre Serra (caso não seja o candidato do PSDB para a Presidência) Alckmin e eventualmente Kassab (esses dependendo da eleição para a Prefeitura Municipal). O nome mais forte que o PT dispõe é de Marta Suplicy, que dificilmente disputará a Prefeitura, porque precisa de tempo para se recuperar do desgaste do "relaxa e goza".

O problema dela é que tendo se recolher, não tem como combater o ataque que Kassab está fazendo sobre as suas bases eleitorais e quando puder voltar às ruas sem o risco de ser vaiada e até mesmo agredida, terá perdido grande parte dos seus eleitores. Sem uma forte base na capital, não terá condições de enfrentar o candidato do PSDB para o Governo do Estado.

Se em 2008 os partidos líderes da oposição (PSDB/DEM) mantém e podem até aumentar o seu cacife eleitoral e em 2010, o lulismo e o petismo perderão o poder para eles, para que a oposição?

Com uma oposição mais forte ou mais fraca, mais agressiva ou menos agressiva, essa deverá alcançar, de novo, o poder em 2011.

A oposição não quer repetir o erro do PT, que fora do governo, impediu a aprovação de muitas medidas impopulares que depois teve que adotar, ou conviver com um problema crônico na previdência, que poderia estar equacionado (pelo menos em parte) se não tivesse dificultado.

A oposição não será contra a prorrogação da CPMF ou da DRU, porque foi ela - quando governo - que as instituiu e defendeu e precisará delas quando voltar ao governo.

PSDB e DEM não sabem ser oposição, mas nem precisam nas circunstâncias atuais. O mundo gira e a Lusitana roda. O poder voltará a eles.

O que falta a eles não é uma oposição aguerrida ao Governo Lula, mas um projeto de governo para 2010 em diante.

A questão operacional crucial estará na privatização. O que o novo governo que assumirá em 2011 fará em relação à privatização? Poderá ser tratado ideologicamente ou operacionalmente. Se a oposição cair na armadilha de Lula (orientado por João Santana) como fez Alckmin, poderá perder para si mesma.

As políticas monetária e sociais não deverão ser um grande divisor de águas, pois foram estabelecidas pelo governo FHC e continuadas e aprofundadas no Governo Lula.

No campo político, o tema principal será a corrupção.

Como será tratado, se todos tem "rabo preso"?

Fonte: JL/Jorge Hori
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
19/05/19, 20:13 | CRISE PROFUNDA - Jornal O Globo sentencia: Bolsonaro é ameaça à Educação brasileira
19/05/19, 19:30 | POLÍTICA - Deputadas do PSL brigam pelo Twitter e expõem divisão no partido
19/05/19, 19:26 | POLÍTICA - Crítico à base bolsonarista, MBL quer criar partido para 2022
19/05/19, 19:21 | SAÚDE - Novo pacote antidrogas facilita internação involuntária e fortalece clínicas
19/05/19, 19:00 | REFORMA - Relatório final da Reforma da `Previdência será apresentado em 15 dias
19/05/19, 18:56 | POLÍTICA - Janaina Paschoal se diz contra manifestação de apoio a Bolsonaro
19/05/19, 18:36 | POLÍTICA - 'Anunciar o caos recai na própria cabeça', diz FHC sobre Bolsonaro
19/05/19, 14:08 | POLÊMICA - “Avisei meus seguranças: o Sistema vai me matar”, escreveu Bolsonaro em grupos de WhatsApp
19/05/19, 13:55 | CRISE - A batalha pela Educação e a primeira derrota de Bolsonaro nas ruas
19/05/19, 11:25 | ENTREVISTA - Mães de Maio, 13 anos depois: ‘Moro é o ministro da morte’
19/05/19, 11:20 | OPINIÃO - Deslumbrados na República
18/05/19, 21:14 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Justiça determina acesso a notas fiscais de compras feitas por Flávio e Queiroz
18/05/19, 21:08 | ANÁLISE - Governo perdeu 'momento mágico', avaliam economistas
18/05/19, 20:52 | EVENTO - Mais de 70% da violência sexual contra crianças ocorre dentro de casa
18/05/19, 20:48 | ENTREVISTA - Janaína Paschoal: Bolsonaro “precisa parar com tanta xaropada e focar no trabalho”
18/05/19, 20:36 | INVESTIGAÇÃO - Sem se intimidar, Justiça amplia devassa nas contas de Flávio Bolsonaro
18/05/19, 15:33 | SAÚDE - Hipertensão atinge 24,7% dos moradores de capitais brasileiras
18/05/19, 15:30 | SAÚDE - Pacientes com transtorno mental têm direito a tratamento humanizado
18/05/19, 15:25 | JUDICIÁRIO - Paciente que precisa de remédios caros entra em pauta no STF
18/05/19, 14:10 | CULTURA - Virada Cultural tem 24h de shows, teatro e dança por toda São Paulo
18/05/19, 14:00 | CONFUSÃO - Depois da educação, governo Bolsonaro mira na saúde pública
18/05/19, 13:09 | OPINIÃO - O mercado e a Globo já decidiram: vão trocar o capitão pelo general
18/05/19, 13:01 | POLÍTICA - O governo Bolsonaro se aproxima da hora da verdade, por Luis Nassif
18/05/19, 12:53 | INVESTIGAÇÃO - Facebook identifica empresa israelense que espalhou fakenews nas eleições brasileiras
18/05/19, 12:49 | POLÍTICA - Bolsonaro concede anistia a partidos que não cumpriram cota mínima para mulheres
18/05/19, 12:29 | OPINIÃO - Para cair, basta ruir
17/05/19, 21:22 | POSTURA - Câmara e Senado decidem substituir o presidente Bolsonaro com ações para aquecer a economia
17/05/19, 21:02 | CÂMARA DOS DEPUTADOS - Capitalização é foco de críticas em audiência sobre Previdência
17/05/19, 20:56 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Coaf aponta que Queiroz fez saques de R$ 661 mil em 18 meses
17/05/19, 20:45 | INVESTIGAÇÃO CRIMINAL - Apuração sobre Flávio pode avançar sobre milícia, PSL e primeira-dama
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site