CBN - A rádio que toca notícia

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Uma lei 'natimorta', por Deusval Lacerda de Moraes

16/08/11, 10:43

N

o próximo ano realizar-se-á mais uma rodada de eleições municipais para eleger os representantes dos municípios brasileiros que, nota-se, são os entes federativos em que mais se preponderam práticas de gestão pública geradoras de corrupção e, por conseguinte, produzem mais vícios na Administração Pública do Brasil. Por causa disso, o legislador constituinte ampliou o leque de fiscalização das contas municipais como se encontra consubstanciado na Constituição Federal de 1988.

        
Na Lei Maior do Brasil a fiscalização dos municípios será exercida pelo Poder Legislativo mediante controle externo e pelos sistemas de controle interno do Poder Executivo Municipal. O controle externo da Câmara de Vereadores será exercido com o auxílio dos Tribunais de Contas dos Estados ou do Município ou dos Conselhos ou Tribunais de Contas dos Municípios, onde houver. O parecer prévio emitido pelo órgão competente sobre as contas que o prefeito deve anualmente prestar só deixará de prevalecer por decisão de dois terços dos membros da Câmara Municipal.
        
Mas a novidade da Carta Magna foi o parágrafo 3º do seu artigo 31 que tem a seguinte redação: “As contas dos Municípios ficarão, durante sessenta dias, anualmente, à disposição de qualquer contribuinte, para exame e apreciação, o qual poderá questionar-lhes a legitimidade, nos termos da lei”. Inspirado talvez na democracia ateniense, o legislador introduziu a participação do cidadão na fiscalização da aplicação dos recursos municipais.
        
Acontece que a referida norma legal tornou-se inaplicável na organização político-administrativa vigente, ou seja, já nasceu morta (natimorta), pois é sabido que no País tal regramento jurídico sempre foi sonegado, tanto porque o contribuinte não tem acesso às prestações de contas por não serem oferecidas adequadamente pelas Prefeituras Municipais como também os gestores públicos não têm interesse de que sejam esmiuçadas as suas prestações de contas diretamente pela população.
        
Na verdade, ocorrem que alguns prefeitos sequer prestam contas regularmente aos órgãos fiscalizadores como o Tribunal de Contas e a Câmara Municipal. Outros encaminham as suas prestações de contas em desconformidade com a legislação que normatiza a Administração Pública. Como também existem aqueles gestores que, apesar de seguirem as determinações legais, as prestações de contas se apresentam grotescamente maquiadas por manipulações técnico-financeiras.
        
Se cumprida a mencionada lei, o contribuinte pátrio seria mais um fiscal dos gestores públicos que assim não lhe conviria uma vez que o preceito legal autoriza a qualquer contribuinte o direito de questionar a legitimidade dos gastos administrativos, bem como suscitar aos representantes da Câmara Municipal e do Ministério Público a cobrança da malversação desses recursos públicos.
        
A quase totalidade dos prefeitos brasileiros não quer nem ouvir falar nisso. Pois se já se descontenta em prestar contas dos seus atos aos órgãos oficiais fiscalizadores, imagine ao próprio munícipe. Por isso que nunca se preocupou em preparar as condições ideais para prestar contas das suas despesas ao contribuinte, como reza o dispositivo constitucional. Pelo contrário, alguns são inclusive questionados na sua honra, dignidade e competência na condução da coisa pública, e outros são severamente acusados judicialmente de irregularidades nas suas prestações de contas por violarem descaradamente a lei, sem, entretanto, observarem os valores morais e os bons costumes que devem ser sempre obedecidos na boa aplicação dos recursos públicos.
 
Por Deusval Lacerda de Moraes
Pós-Graduado em Direito
Fonte: JL/
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
18/12/17, 12:11 | POLÊMICA - Na volta ao Brasil, Luan responde às críticas: "Podem falar o que quiser"
18/12/17, 12:07 | ESPORTE - Chance de "grupo da morte" na Libertadores agita a torcida do Palmeiras
18/12/17, 11:32 | ENTREVISTA - Nem todo pagamento acima do teto é ilegal, diz Cármen Lúcia
18/12/17, 11:18 | POLÍTICA - TSE aprova calendário eleitoral de 2018; normas sobre voto impresso e 'fake news' ficam para março
18/12/17, 11:12 | OPINIÃO PÚBLICA - Brasileiros culpam a si mesmos pela corrupção, diz pesquisa Ipsos
18/12/17, 11:04 | PLANO DIRETOR - Eletrobras projeta investir mais de R$ 19,75 bilhões de 2018 a 2022
18/12/17, 11:00 | INCIDENTE - Incêndio atinge galpão dos Correios e destrói móveis e eletrônicos em Teresina
18/12/17, 09:14 | ELEIÇÕES 2018 - Ex-presidente Dilma Rousseff pode disputar Senado Federal pelo Piauí
17/12/17, 17:47 | VIOLÊNCIA - Ex-prefeito e policial civil é preso por disparar arma de fogo durante festa no PI
17/12/17, 17:20 | ESPORTE - Arthur puxa a fila, mas não é o único com chance de sair do Grêmio
17/12/17, 14:07 | ESPORTE - Kaká oficializa aposentadoria do futebol: ‘É o momento de encerrar’
17/12/17, 13:53 | VATICANO - Papa Francisco comemora 81 anos e pede proteção para as crianças
17/12/17, 12:45 | DENÚNCIA - Diretor da PF entrega a Cármen Lúcia relatório de investigação sobre ministros do Supremo
17/12/17, 12:37 | POLÍTICA - Maia: não precisamos de candidato com Temer tatuado na testa
17/12/17, 12:04 | POLÍTICA - Aécio Neves deve explicar 'elo' com Sergio Cabral
17/12/17, 11:29 | PESQUISA - Michel Temer termina o ano com rejeição em 73%, sem sinal de melhora
17/12/17, 11:12 | ESPORTE - "Triste", Renato lamenta derrota em decisão e admite: "Real mereceu ser campeão"
15/12/17, 19:21 | PALESTRA - Ministro do STF diz que há uma imensa demanda no Brasil por integridade
15/12/17, 14:57 | DECISÃO - Juiz suspende efeito de MP de Temer que reajusta contribuição previdenciária de 11% para 14%
15/12/17, 14:53 | DENÚNCIA - Gilmar Mendes e Joesley tinham “parceria comercial e convivência amigável”, diz Revista Veja
15/12/17, 14:34 | IBGE - Mais de 25% dos brasileiros vive com menos de R$ 387 por mês
15/12/17, 14:18 | POLÍTICA - Alckmin e Bolsonaro têm desempenho igual e perdem para Lula no 2º turno
15/12/17, 14:12 | DADOS - IBGE: 50 milhões de brasileiros vivem na linha de pobreza
15/12/17, 13:59 | EDUCAÇÃO - Base Nacional Comum Curricular (BNCC) dos ensinos infantil e fundamental é aprovada
15/12/17, 13:54 | CRIMES - José Serra e Aloysio Nunes estão perto de se livrar de investigação de propinas
14/12/17, 21:19 | FESTIVIDADES - Luzilândia promove festividades de fim de ano com o 'Natal Luz: Um céu de Luz e Paz'
14/12/17, 18:43 | CRIME - Pai é condenado a 13 anos de prisão por estuprar a filha de três anos em Teresina
14/12/17, 18:36 | CRIME - Gari atingido com cinco tiros durante o trabalho em Teresina retoma movimentos
14/12/17, 18:22 | ONG OXFAM - Políticas de Temer atrasam o país e ampliam desigualdades, diz estudo
14/12/17, 16:21 | DESCASO - UPA usa carro de passeio para transferir idoso com perna fraturada em Teresina
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site