ponto critico
  Domingo, 30 de Abril de 2008
jornalluzilandia@hotmail.com
   
 
Parlatório 24/03/2017 - 10:50:48

Meirelles confirma imposto maior e Fiesp traz de volta o pato

O anúncio de um provável aumento de impostos feito pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fez com que a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) trouxesse de volta o pato inflável amarelo, símbolo da campanha da entidade no ano passado contra aumento de impostos. O ato foi encarado como um recado dirigido para Meirelles; na quarta-feira, o ministro deixou clara a necessidade de elevar tributos para fechar as contas deste ano e garantir o cumprimento da meta fiscal; Meirelles disse ainda que alíquotas de impostos devem subir e que desonerações para alguns setores devem ser eliminadas.

 
Comentários( 0 ) | ver todos | Comentar Matéria

Parlatório 24/03/2017 - 10:47:09

FHC reconhece que Aécio não é mais competitivo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso verbalizou aquilo que o PSDB já sabe há muito tempo: megadelatado, o senador Aécio Neves, o "Mineirinho" da lista da Odebrecht, não é mais competitivo para as eleições presidenciais em 2018. Questionado sobre o assunto em entrevista, FHC foi enfático: "se olhar as pesquisas", Aécio não é um candidato competitivo. O ex-presidente, no entanto, teve cautela ao falar das chances do prefeito de São Paulo, João Doria, concorrer ao Planalto; "Doria não é o único [com chances]. Tem vários que são (competitivos). Acho tudo prematuro. Não por ser o Doria, que é prematuro obviamente porque ele tem um mês de governo, mas é outra coisa: não se sabe o que vai acontecer com o conjunto de políticos com a Lava-Jato. Quem fica em pé?", afirmou.

 
Comentários( 0 ) | ver todos | Comentar Matéria

Parlatório 24/03/2017 - 10:37:02

Economia burra de Temer e Meirelles quebra a Previdência

Um dia depois de aprovar a terceirização irrestrita, o governo federal descobre o óbvio: a arrecadação previdenciária vai despencar, porque os empregados virarão "patrões". Assim, não haverá contribuições patronais nem de trabalhadores, pois os terceirizados não terão interesse em contribuir para o INSS, num país que encaminha uma reforma previdenciária que tira a aposentadoria de milhões de pessoas; ou seja: com a terceirização o rombo fiscal será muito maior e a consequência inevitável será o aumento de impostos, que Henrique Meirelles e Michel Temer anunciam nos próximos dias. Essa tendência, apontada ontem pelo 247, hoje é manchete do Valor. Brasil paga o preço da burrice e da cegueira ideológica.

 
Comentários( 0 ) | ver todos | Comentar Matéria

 
     
 

Mensagem

A equipe e a participação do público estarão por trás das noticias, análises e comentários exclusivos na visão crítica dos acontecimentos em Luzilândia, no Piauí, no Brasil e no mundo.

 
     
     
   
     


Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefone: (86) 8854-9660
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com