ponto critico
  Sexta, 20 de Outubro de 2008
jornalluzilandia@hotmail.com
   
 
Parlatório 15/05/2017 - 14:54:38

Justiça pagará caro por esse momento de atração pelos holofotes da mídia’

Desembargador Rogério Favreto, que em 2016 votou a favor de uma representação contra o juiz Sérgio Moro por violar o sigilo de gravações de conversas telefônicas envolvendo a então presidente Dilma Rousseff, diz haver "preceitos constitucionais sobre a necessária harmonia entre os poderes que devem ser observados". "Uma coisa é corrigir um rumo em função de alguma ilegalidade ou da quebra de um preceito de uma boa gestão. Outra bem diferente é o Judiciário assumir a escolha de uma determinada política, o que é próprio do governante", acrescenta.

 
Comentários( 0 ) | ver todos | Comentar Matéria

Parlatório 15/05/2017 - 14:50:24

Consolidação do golpe exige a destruição de Dilma

O mundo inteiro sabe, e assim ficará registrado nos livros de História, que o impeachment da presidente Dilma Rousseff foi um golpe de políticos corruptos contra uma uma mulher honesta. Além disso, como o golpe foi também um fracasso econômico, os meios de comunicação que a ele se associaram – e que também responderão à História por este crime – buscam agora, desesperadamente, desconstruir a imagem de Dilma, a partir de um email apócrifo e provavelmente forjado por Mônica Moura. Em editorial, a Folha diz que o mito da mulher honesta foi demolido; no Globo, Merval Pereira pede a prisão de Dilma e Ricardo Noblat que não haverá Justiça no Brasil enquanto ela não for punida. No entanto, o que incomoda as forças golpistas é o contraste entre a imagem de Dilma e a de personagens como Eduardo Cunha (15 anos de prisão), Aécio Neves (campeão de inquéritos na Lava Jato), Romero Jucá (estanca essa porra) e o próprio Michel Temer (propina de US$ 40 milhões).

 
Comentários( 0 ) | ver todos | Comentar Matéria

Parlatório 15/05/2017 - 14:46:08

Temer admite que acusação de megapropina pegou

Em entrevistas a emissoras de rádio, nesta segunda-feira, Michel Temer admitiu que as declarações feitas contra ele em delação premiada pelo ex-executivo Márcio Faria, o número 2 da Odebrecht, "pegaram" e que agora devem ser apuradas. O delator afirmou que Temer comandou reunião com a empreiteira na qual foi acertado pagamento de propina de 40 milhões de dólares ao PMDB em 2010, quando era candidato a vice-presidente da República. "Essa coisa de que sentado em uma cabeceira, fazendo reunião de mafiosos, e US$ 40 milhões? É muita coisa. Realmente, são coisas fantasiosas, mas que pegaram, porque se divulgou muito. Isso tem de ser apurado ao longo do tempo", disse Temer hoje. Executivos da Odebrecht garantem que foi propina, equivalente a 5% de um contrato na Petrobras.

MARCOS CORREA

 
Comentários( 0 ) | ver todos | Comentar Matéria

 
     
 

Mensagem

A equipe e a participação do público estarão por trás das noticias, análises e comentários exclusivos na visão crítica dos acontecimentos em Luzilândia, no Piauí, no Brasil e no mundo.

 
     
     
   
     


Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefone: (86) 8854-9660
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com